Edit this page

Buraco de Cobra

Autor : Mestre Charm

Meu pai sempre dizia
Quando andava no grotão
Quando vê buraco aberto
Não vá botar a mão

Buraco de cobra não pode botar a mão

Não pode botar a mão, não pode botar a mão
Coro
Já cansei de dar com o pé agora vou dar com a mão
...
Nasci dentro da roça no meio da escuridão

Os velhos estão proseando sob luz do lampião

Meu Deus quem me proteja e guardai meu coração

Não acredito em mistério, abuso ou superstição

Numa mão levo o rosário e na outra o alcorão

Eu só largo a capoeira enterrado nesse chão

Menina vem para perto, vem escutar minha canção